Maternidade

Hora da Comida

8 de August de 2015
SOCIALICON
SOCIALICON
SOCIALICON
SOCIALICON

Chegou a hora de falar sobre a hora das refeições das crianças.

*É um assunto relacionado a crianças de todas as idades – bebês também.

A primeiras refeições

Quando um bebê é introduzido a alimentos, é preciso que tudo seja feito com muita paciência e atenção.

Não é necessariamente preciso que o bebê participe muito na mesa, almoçando/jantando com o resto da família. Até porque, se for a mãe que estiver dando a comida para o bebe, ela não vai poder comer junto com ele (será? rs), terá que esperar até ele terminar a refeição.

Não quero falar muito sobre introdução alimentar hoje, porque eu vou falar sobre isso em um outro post. Eu só quero deixar claro que é muito importante o bebê tocar a comida com as mãos. O tato com a comida irá estimular não só a coordenação motora dele, como irá ajudar ele a se acostumar a com a textura dos alimentos, deixando o bebê sem frescuras ao longo do tempo.

Crianças com frescura para comer

Todo mundo conhece uma (ou duas ou mais) criança que não quer comer isso, não quer comer aquilo, né? Isso pode ser causado por vários motivos, e eu não vejo a hora de dividir com vcs o que eu sei.

O que fazer para acabar com elas:

  • A criança precisa ter uma relação boa com os alimentos desde a fase da introdução alimentar – Importante ter o contato com a comida, experimentar vários sabores diferentes e não ficar apenas com a “batata e cenoura”. Isso irá estimular o paladar dela, deixando-a pronta para comer de tudo no futuro.

  • A criança precisa comer usando os talheres e copo sozinha – Assim ela irá ficar super orgulhosa do que consegue fazer, sentindo vontade de realizar novos desafios. Além de estimular a coordenação motora dela ao levar a comida/copo até a boca. Ajuda também a criança a ser mais independente.

  • A criança precisa participar na mesa com o resto da família durante as refeições – Imaginem a tristeza que deve ser comer todos os dias sozinha, com alguém enfiando a comida na sua goela? Participando com outras pessoas na mesa, é importante por vários motivos: Estimula a fala ao comentar como foi o dia, como está a comida, etc. A criança aprende muuuuito a comer do jeito certo (a como pegar nos talheres, no copo)com as pessoas ao seu redor. Ela aprende a saborear outros tipos de alimentos que ela não esta acostumada a comer. A ótima relação que ela terá com as pessoas ao seu redor. Será, também, estimulado a ela a ser mais idependente.

  • Quando for colocar a comida da criança no prato dela, sempre deixar os alimentos a mostra (não misturados) – Assim ela consiga saber o que é o que, e se não souber, perguntar.

  • Importante sempre colocar aquele brócolis que ela não gosta muito no prato dela – Fazer ela experimentar toda vez. Depois de um certo tempo, ela ira acabar gostando. E se, realmente, não gostar, não insistir (ela tem o direito de não gostar de algo, assim como nós não gostamos de certos alimentos).

  • Não brigar com a criança em caso que ela não queira comer o que tem no prato – Tente a ter sempre uma relação boa com a criança ao comer. Não deixe ela pensar que a hora da comida é hora de pirraça ou briga com a mãe. Lembre que ela precisa ter uma boa relação com os alimentos (e com vc também).

  • Não insista muito que a criança coma TUDO o que tem no prato – Terá dias que ela sentirá mais fome que os outros. Se ela disser que não quer mais, mas vc sabe que é porque ela quer brincar (na cabecinha dela, brincar é mais importante), deixe, mas fale para ela “Não vai ter mais comida até a próxima refeição!”. Cumpra o que disse, e se ela voltar querendo comer fora das refeições, lembre a ela do acordo que fizeram. Quando a próxima refeição for servida, ela comerá TUDO! Te prometo! 😉 – Fome ela terá.

Essas são umas diquinhas que eu uso com meus pimpolhos. Elas funcionam muito aqui em casa. Espero que funcionem ai com vocês também!

image

image

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *