Família | Maternidade

O que fazer para que seus filhos durmam bem?

1 de December de 2015
SOCIALICON
SOCIALICON
SOCIALICON
SOCIALICON

Vejo muitos pais reclamando que seus filhos não dormem bem. Que eles lutam com todas as forças (choram, gritam) contra o sono ou que eles acordam sempre durante a noite. Isso faz muitos pais perderem para o cansaço, e resolvem deixar seus filhos dormirem no mesmo quarto, ou pior, na mesma cama que eles.

Eu entendo que por falta de paciência, ou até mesmo experiência ou conhecimento, é muito fácil deixar isso acontecer, mas é por isso que eu estou aqui. Quero contar para vocês o que eu fiz e continuo fazendo com os meus filhos, com a esperança de poder ajudar a todos os pais que já não sabem o que fazer.

*Lembrando que cada criança é diferente, assim como cada mãe e pai também. Portanto, cada um cria uma própria rotina e hábitos para seu filho.

Bom, para cada vitória tem uma ou várias derrotas, não é? Pois é, aqui em casa tivemos várias derrotas em relação as dormidas das crianças, na verdade tivemos mais derrotas com as dormidas da Olivia do que as do Theo.

Como qualquer mãe e pai inexperiente, demoramos um pouco mais para pegar o ritmo da Olivia, mas desde sempre gostaríamos que ela dormisse sozinha em seu quarto, e acredito que isso nos ajudou bastante no final.

Alguns pontos essenciais para que seu filho durma bem a noite:

  1. Faça uma rotina. Não só para o dia, mas para a noite também. – Aqui falo sobre a rotina do Theo.

  2. Tente colocar a criança para dormir sozinha em seu quarto com a porta sempre fechada.

  3. Tente colocar uma cortina blackout no quarto dela. Muitas vezes ela não consegue dormir porque o quarto está muito claro, ou muitas vezes ela acorda bem cedo de manhã, quando o dia amanhece, e o quarto está claro demais – ou melhor, diferente do que antes.

  4. Encontre apenas um jeito para colocar a criança para dormir. Assim ela irá saber que é a hora de dormir. – Com o Theo eu canto e com a Olivia eu leio um livro. Assim não tem briga e nem discussão para não irem dormir.

  5. Deixe a criança cair no sono no berço/cama. Assim, se ela acordar de madrugada não ficará assustada ao saber que foi dormir no colo da mãe e agora está sozinha na cama.

  6. Faça com que a criança sempre tenha um bichinho, manta, chupeta, algo consigo na hora de dormir. Assim ela se sentirá mais segura e não irá chamar os pais toda vez que acordar, e sim voltar a dormir sozinha, junto com o tal do bichinho/manta/chupeta.

  7. Se a criança chorar depois que já caiu no sono, mas acordou, vá até ela, não faça muito barulho e diga que é hora de dormir. Nunca a pegue no colo, tente acalmá-la com ela ainda na cama/berço.

  8. Se depois que você foi até ela e ela continua chorando, saia do quarto e espere uns 5 – 10 minutos. Se ela ainda estiver chorando, repita o processo de cima e saia do quarto outra vez. Uma hora ela irá dormir. É duro de ver, mas esse é o processo de adaptação da nova rotina, e um dia ela irá ir dormir sem problema.

  9. Tenha certeza/segurança nas palavras e atitudes. A criança tem que saber que são os pais que mandam, e que não tem negociação se ela vai dormir ou não.

  10. Nunca desista! Por mais de difícil que seja e por mais que esse processo demore, não desista. Pense que tudo é uma questão de costumes, e crianças são rápidas em pegar novos costumes. Temos que apenas ser mais pacientes.

  11. O melhor segredo é a empatia. A criança deve relacionar a hora de dormir com algo gostoso de fazer. Senão ela irá cair no sono aos berros todos os dias. Uma dica: diga para ela que vocês também vão dormir, e amanhã será um novo dia. Diga também das coisas que irão fazer no dia seguinte.

Com a Olivia

Erros:

1. Ligávamos a luz do quarto dela durante a noite para poder acalmá-la e trocar a fralda (um abajour com uma luz escura seria o suficiente).

2. Muitas vezes eu e meu marido levantávamos juntos e íamos até ela ao mesmo tempo, a acordando mais ainda.

3. Enquanto estávamos lá, conversávamos em voz alta (com um tom normal, mas alto para o momento).

4.  Pegávamos ela do berço e ficávamos tentando acalmá-la no colo (isso depois que dava o mama dela).

5. Encontrávamos qualquer tipo de distração a ela, só para vê-la mais calma. Até televisão ligávamos para ela ver (nunca faça isso!).

Enfim, depois de tudo isso, até eu tinha perdido o sono. Todas essas ações erradas, a fazia ainda mais acordada e a rotina dela ficava totalmente errada.

O que faço hoje:

1.  Ela dorme as 8 da noite e acorda as 7:30. Muita gente acha pouco para a idade dela, mas cada criança é diferente e descobrimos que esse é tempo de sono que ela precisa ter.

2. As 6:30 da noite, depois da janta, já começo avisando a ela que ela tem que tomar banho e depois escovar os dentes e fazer xixi. Ela tenta me enrolar dizendo que “daqui a pouco”, mas ela já sabe que não tem conversa.

3. 7:30 da noite ela escolhe um livro e vamos ler juntas. As vezes uma historia, e outras apenas canções.

4. 8 da noite dizemos boa noite e ela vai para cama. Com muitos beijinhos e carinho, eu saio do quarto, fecho a porta e ela cai no sono sozinha.

*Se ela acordar por causa de algum pesadelo ou algo do gênero, nós simplesmente vamos até ela (um de cada vez), com ela ainda na cama, perguntamos o porque, a acalmamos e tentamos dar a ela um pouco de água. Logo, ela se deita e saímos do quarto.

Com o Theodor

Erros:

  1. Pegávamos ele do berço quando chorava (mas acredito que era normal, pois ele ainda era bem novinho quando fazíamos isso).

  2. Ele apenas caía no sono quando era balançado, ou no colo, ou no carrinho. Optamos pelo carrinho.

  3. Deixamos ele ficar dormindo no carrinho por muitos meses (acho que por uns 4 messes diretos, dia e noite). Isso ficou sendo difícil para ele se acostumar a dormir no berço.

O que faço hoje:

  1. O Theo dorme as 7 da noite todos os dias. Essa rotina faz com que ele se sinta cansado o suficiente em cada soneca/dormida. Assim ele nunca luta contra o sono.

  2. Depois da janta, faço a mamadeira dele, troco sua fralda e o coloco para mamar, ou sozinho no berço na minha supervisão, e as vezes da Olivia também (quando estou sozinha com a Olivia e Theo), ou ele mama comigo, no meu colo.

  3. Pego ele no colo, sento com ele e canto uma musica de nina – fico com ele no colo no máximo 2 minutos até ver que ele está bem cansado, com os olhos quase fechando, dou muitos beijinhos.

  4. Coloco ele no berço ainda acordado, com sua chupeta na boca o cubro e saio do quarto fechando a porta.

  5. Escuto ele conversar sozinho, bem baixinho por uns 10 minutos. Dai, ele dorme.

*Se ele chorar depois que eu o coloco no berço e saio do quarto, vou até ele e do berço mesmo entrego sua chupeta e não falo uma palavra, e saio em seguida. Depois de poucos minutos não escuto mais nada, é sinal que ele dormiu.

 

Acredito que para uma criança dormir sem problemas a noite, primeiro de tudo é preciso ela ter uma rotina, depois vem a empatia e a paciência dos pais. Dormir em seu quarto sozinha também ajuda muito, com uma cortina blackout melhor ainda, mas tendo essas três principais condutas, duvido que vocês não irão ter sucesso no final do processo.image

image

Only registered users can comment.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *